A importância do cuidador de idosos

por | 22/04/2024 | Cuidado e Prevenção, Saúde

O cuidador é quem tem maior contato com o idoso, por isso, é importante o bom relacionamento e respeito com este profissional.

Segundo as previsões do IBGE, em 2030 haverá mais brasileiros com idade superior a 60 anos do que crianças. Atualmente, dos 203 milhões de habitantes registrados pelo Censo 2022 pouco mais de 15% desse total corresponde à parcela de idosos, ou cerca de 32 milhões de pessoas, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). [Fonte: Agência Senado]

Com o envelhecimento populacional e as alterações decorrentes do processo de saúde-doença, o cuidador de idosos tem sido cada vez mais presente e importante na atenção da saúde na idade avançada. Alguns longevos, no decorrer da vida, enfrentam situações complicantes, e tornam-se dependentes na execução de cuidados e suas atividades básicas ou complexas. Neste cenário, com objetivo de promover maior qualidade de vida e segurança, famílias e núcleos sociais presenciam a necessidade de um cuidador.

O cuidador de idosos é a pessoa que auxilia, desenvolve atividades como higiene, oferta de alimentação, organização dos remédios, além de companhia na rotina. Para muitos, essas tarefas parecem simples, porém, existe uma grande importância em ter pessoas capacitadas e instruídas para desenvolver este papel, de forma a promover qualidade, conhecimento e habilidade. O cuidador pode ser considerado formal (aquele profissional que é pago para executar a função, muitas vezes tendo investido em cursos para tal) ou cuidado informal (familiar, amigo, vizinho, ou qualquer pessoa que não recebe remuneração profissional).

“Em muitos momentos, o cuidador pode se tornar alguém essencial dentro da vivência do idoso; é ele que conhece o íntimo, escuta desabafos e histórias passadas, ou que se torna um amigo, uma companhia e uma alegria para a rotina daquela pessoa”, ressalta Lucas Monteiro de Souza, Enfermeiro do Núcleo Adventista Silvestre de Saúde e Prevenção — Centro Médico do Hospital Adventista Silvestre.

É o cuidador que pode ter a percepção de alterações importantes referentes a doenças ou intercorrências, consegue compreender a expressão de sentimentos com um tratamento humanizado, além de facilitar a comunicação, cooperar e promover o bem estar junto aos profissionais envolvidos na saúde da pessoa idosa. Essa ‘parceria’ deve ser estabelecida numa relação de respeito mútuo, confiança, dedicação e temperança, além de destacar a importância do cuidador para a saúde do idoso dependente de cuidados e atenção.

O conteúdo deste artigo foi uma colaboração do Enfermeiro Lucas Monteiro de Souza.

View all posts

Outros Posts